Como criar um mundo melhor

Nesta sexta-feira, vamos pensar em como criar um mundo melhor?

Reciclar é muito importante. Ainda mais em tempos em que os recursos naturais já estão escasseando e a quantidade, cada vez mais crescente, de lixo e de resíduos descartados tem posto a nossa saúde e a do nosso planeta em risco.

Em dados divulgados pelo IBOPE, em 31 de maio último, 86% da população brasileira concorda que a reciclagem do lixo é um dever de todos, porém apenas 26% declarou que recicla sempre ou frequentemente. A pesquisa ainda mostra que as pessoas com idade entre 35 e 75 reciclam mais. As mais jovens, na faixa dos 20 aos 24 anos, reutilizam mais materiais. Para essa pesquisa, foram ouvidas 10.368 pessoas entre julho de 2011 e fevereiro de 2012.

Todos nós somos capazes de fazer a nossa parte e estimular a reciclagem. Em nossas próprias casas e locais de trabalho, podemos selecionar o lixo que é reciclável do que não é, encaminhando-o para os locais adequados de destinação (coleta seletiva, cooperativas, pontos de recepção, etc). Quando essas formas de recepção e coleta não existem em quantidade suficiente ou simplesmente não existem na sua região, é sempre possível reunir forças na sua comunidade, bairro ou condomínio e pressionar as autoridades para ativar esses equipamentos, ou ainda para criar alternativas independentes que visem aproveitar o lixo reciclável.

Neste especial você verá quais materiais separar para a reciclagem e para onde levá-los. Além disso, falaremos sobre casos específicos como o lixo eletrônico, o óleo de cozinha, entre outros.

O que pode e o que não pode ser reciclado
Abaixo, apresentamos algumas tabelas com informações sobre o que pode ser e o que não pode ser reciclado. Repare que cada tipo de resíduo possui uma cor diferente da mesma forma que você encontra nas lixeiras destinadas aos recicláveis. Essa atribuição por cores não é mero acaso. Ela facilita a identificação do local certo para o depósito dos resíduos. Assim, as lixeiras azuis são sempre destinadas aos papéis, as vermelhas aos plásticos e assim por diante.

No Brasil, as cores das lixeiras para recicláveis e outros tipos de resíduos foram definidas pela Resolução CONAMA nº 275, de 25 de abril de 2001.

Entenda melhor acessando o link:

http://www.bibliotecavirtual.sp.gov.br/especial/201206-reciclagem.php

 

 

Comments are closed.

Como criar um mundo melhor


Explique como seus filhos podem se tornar pessoas melhores com gestos simples. E dê o exemplo!

Em um mundo perfeito, este texto jamais precisaria ser escrito. Mas, infelizmente, estamos longe do ideal. Só quando desligamos a televisão para parar de ver tantas notícias de violência e desonestidade é que nos damos conta da importância de conhecer e colocar em prática os bons valores, como responsabilidade e cortesia.

Valores que devem ser aprendidos ainda na infância e transmitidos de pais para filhos, como uma herança. Só assim é possível garantir que as crianças de hoje se tornem adultos melhores amanhã. Veja, a seguir, as lições que você não pode esquecer de passar!

Veja 13 valores que precisamos ensinar aos filhos todos os dias.

Fraternidade

Nunca humilhe os outros. Se tiver problemas com alguém, diga pessoalmente e com jeitinho. Quando a gente reage instantaneamente a uma provocação, fala coisas pesadas sem pensar. E a maioria das pessoas merece uma segunda chance, certo?

Responsabilidade

Cumpra suas obrigações: chegue no horário, pague suas contas em dia (não gaste mais do que ganha) e respeite contratos e acordos. Maturidade e responsabilidade não podem ser confundidas com chatice ou caretice.

Humildade

Enxergue o gari e o presidente da firma como seus iguais e respeite-os. Ouça críticas de coração aberto. Admita quando estiver errada e não sinta vergonha de pedir desculpas. Errar é humano! E aprender com os erros é uma das maiores bençãos de vida.

Cortesia

Trate todos com educação. Peça licença, diga "por favor" e "obrigada", sorria sempre. Sendo gentil, a gente consegue as coisas com mais facilidade. Sempre que possível, ofereça ajuda. Não custa nada dar uma mão para o vizinho com as compras de supermercado, né?

Otimismo

Tente enxergar o lado bom das coisas. Prefira ver o copo meio cheio, ao invés de meio vazio! Isso é um exercício de vida! Aceite que os conflitos, por piores que sejam, permitem que a gente cresça. Diga mais SIM do que NÃO. Procure mais razões para agir, em vez de desculpas para ficar parada.

Solidariedade

Compartilhe. Divida o que tem com os outros. Quando você doa, o velho vira novo. Qualquer armário esconde mil coisas que não nos servem mais. E elas podem fazer outras pessoas felizes, como no dia em que você as comprou ou ganhou. Ser generosa não custa nada e ainda preenche o coração.

Compaixão

Seja generosa e fique atenta ao sentimento alheio. Sensibilize-se quando os outros enfrentarem dificuldades, mesmo que tenha seus próprios problemas. Ajude sem esperar nada em troca.

Flexibilidade

Balance ao sabor do vento. Ser maleável permite se curvar sem quebrar, adaptar-se às situações, aguentar a pressão sem perder a elegância. E saber a hora de ceder não significa covardia ou falta de convicção. É sabedoria!

Tolerância

Aceite quem pensa e age de maneira diferente de você. Se não for radical em suas opiniões, a vida fica melhor. Quem quer uma caixa só de lápis pretos e brancos, podendo ter também os coloridos? Sempre é hora de seres humanos aceitarem uns aos outros.

Perseverança

Sabia que antes de inventar a lâmpada, Thomas Edison fez inúmeros testes que deram errado? Se você tem uma ideia e acredita nela, persista! Tenha força de vontade suficiente para não desistir nos primeiros obstáculos.

Ousadia

Arrisque-se mais! A vida é curta e o tempo passa rápido. Sabe aquela história de encarar cada dia como se fosse o último? Não guarde declarações de amor para si, troque de emprego quando estiver infeliz, saia sozinha mesmo. Aliás, você pode ser sua melhor companhia!

Lealdade

Esteja pronta para correr em socorro de seu melhor amigo, mesmo que ele ligue de madrugada, quando nossa cama fica especialmente aconchegante. Dá para contar nos dedos de uma mão as pessoas com quem podemos contar de olhos fechados. Valorize-as!

Integridade

Seja justa e sincera sempre (o que não justifica cometer grosserias!). Faça o que considera correto e seja coerente com seus valores, por mais que isso a torne impopular. Não existe coisa melhor do que colocar a cabeça no travesseiro e dormir sem culpa ou remorso de nada.

Texto Beatriz Levischi

www.educarparacrescer.com.br

Previous

Next

Comments are closed.