Limerique

Quer aprender a fazer uma poesia? Aproveite esta ferramente de poeias maluca.

Comments are closed.

Limerique

No Centro Educacional Projetar
Tudo tem que se alinhar
Nada pode escapar
Do olhar do diretor
E de seu computador.
Aqui é o nosso lugar!

Amabile Maria Belique

Gostou dessa brincadeira chamada limerique? Leia mais e descubra tudo sobre esse estilo de poesia.


Diversão garantida é ler um limerique, tipo de poesia curta e que descreve uma situação absurda. Em apenas cinco versos, os autores deste estilo poético conseguem levar o leitor a imaginar como seria se tal situação se desse na vida real, proporcionando muita descontração.
Autores brasileiros como Joaquim de Sousa Andrade (Sousândrade, como se autodenominava), Glauco Mattoso, Bráulio Tavares, entre outros, se apropriaram desta forma de expressão, também usada por Clarice Lispector. E a literatura infantil também é contemplada, com o trabalho de Tatiana Belinky.
O principal divulgador do limerique, no entanto, é o escritor inglês Edward Lear. Uma antologia de poemas e prosas dele, Viagem numa peneira, está em fase de impressão, tendo sido organizada pela tradutora e professora do curso de Artes Cênicas da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), Dirce Waltrick do Amarante. Ela responde a cinco perguntas sobre esta poesia:
1. O que é Limerique?
Limerique é um poema curto, de quarto ou cinco versos, conforme a disposição gráfica. Seu ritmo extremamente regular, assim como seu esquema de rimas, em aabba (o primeiro, segundo e quinto verso rimam entre si, enquanto o terceiro e quarto formam outra rima). Outra característica do limerique é a sua economia narrativa.
2. O que é preciso levar em consideração para criar um Limerique?
Eu diria que devemos seguir o conselho do principal divulgador do Limerique, Edward Lear, que dedicou sua obra às crianças. Segundo ele, seus versos eram "apenas" algo alegre e inconsequente (isso dá o tom geral da composição).
3. O limerique pode ser considerado uma "piada" em forma de poesia?
Pelo fato de os limeriques serem muitas vezes engraçados, são comparados à piada, mas erroneamente. Na piada existe um desfecho, porém, no limerique (se seguirmos o modelo consagrado por Lear), o último verso sempre remete ao primeiro, criando um círculo vicioso onde o desfecho não existe.
4. Quais as principais temáticas abordadas pelo limerique?
A temática do limerique é bastante variada, incluindo escatologia e a pornografia, que são temas bastante comuns entre os autores anônimos. Edward Lear cantava, nos seus limeriques, as relações entre as pessoas, ou entre o indivíduo e a sociedade, que sempre tenta impor seu ponto de vista. Trata também de experiências particulares e da relação entre os seres humanos e os animais.
Quer ler um limerique?
Meu gatinho
é tão pequenininho
comeu minha lição
e ficou gordão.
Que danadinho!
Kimberly Mariah S. Etura
Texto Luciana Fleury

Comments are closed.