Neuropsicopedagogia e a aprendizagem

Sabemos que o cérebro é o órgão responsável por todo processo de aprendizagem do indivíduo. Nele, os estímulos captados pelo sistema nervoso periférico são transformados em pensamento, memória, fala, movimentos… e, os neurônios, são os protagonistas nesse processo de comunicação entre o sujeito e o mundo externo. Nessa relação entre os processos mentais e o meio ambiente resulta a aprendizagem, objeto de estudo da neuropsicopedagogia, ciência transdisciplinar fundamentada na Neurociência, conectada com aspectos da psicologia e da pedagogia, em prol da integração total do sujeito com o mundo a sua volta.

As dificuldades de aprendizagem no indivíduo nascem de alguma falha ao longo do processo afetando a capacidade do cérebro de captar e processar as informações. Alguns aspectos precisam ser investigados como a atenção, as funções executivas, a memória, a linguagem, a predisposição para as habilidades acadêmicas, o comportamento motor, comportamento social e emoção, conjunto de características que devem estar equilibradas para que a criança, quando estimulada adequadamente, aprenda na idade e ritmo apropriados.

Uma avaliação neuropsicopedagógica permite analisar as funções fragilizadas, identificar as dificuldades nas áreas de leitura, escrita, compreensão, aritmética e habilidade psicomotora e realizar as intervenções necessárias, criando condições para que o indivíduo tenha acompanhamento de qualidade.

Com o intuito de promover a orientação voltada para questões cognitivas  a escola amplia seu papel social que antes era somente destinado à aprendizagem. É de suma importância que a proposta pedagógica de uma instituição escolar, perceba a dimensão do conhecimento do sistema nervoso, integrando suas funções, intervindo com olhares e práticas, pautadas na identificação das dificuldades, respeitando o desenvolvimento e as diferenças dos alunos. 

Através de estudos de como o cérebro aprende, o neuropsicopedagogo proporciona, junto com os educadores, proposta e observação de questões relacionadas ao desenvolvimento humano do aluno nas áreas motoras, cognitivas e comportamentais. Criando estratégias que viabiliza o processo ensino-aprendizagem e práticas eficazes para lidar com situações de dificuldades na aprendizagem.

Nessas perspectivas, as experiências e observações sobre os saberes e conhecimentos, servem de parâmetros para as práticas e as intervenções pedagógicas na vida de seus educandos.

O exercício do pensar, refletir, atentar, memorizar, associar ideias, despertar a curiosidade, a criatividade e a inventividade, leva a planejar intervenções precisas na intenção de promover o desenvolvimento do sujeito. Essas ações são focos permanentes do trabalho de um Neuropsicopedagogo.

Shirley Locatelli
Gestora Pedagógica do Sistema de Ensino Projetar
Pós-graduanda em Neuropsicopedagogia Clínica

Tamires Tinelli
Coord. Disciplinar do Sistema de Ensino Projetar
Pós-graduanda em Neuropsicopedagogia Clínica

Elisangela Pereira Curitiba
Professora do Sistema de Ensino Projetar
Pós-graduanda em Neuropsicopedagogia Clínica

Comentários estão desativados.