1ª Feira Cultural do Projetar

Alunos colocam os estudos na prática em Feira Cultural no Centro Educacional Projetar

Através de experiências, apresentações teatrais e com muito talento, os estudantes foram os protagonistas da 1ª Feira Cultural do Projetar, que aconteceu na terça-feira (13).

Após semanas de preparação, o grande dia chegou e já começou cheio de magia. O mágico Heloy Marcelo foi chamado para dar início às apresentações. Mas os balões e origamis que se transformavam em pombas coloridas de Heloy eram apenas uma amostra do que estava por vir.

Logo vieram os alunos dos anos iniciais, para contar ao público a história de um bolinho que resolveu passear e conhecer o mundo. As falas estavam na ponta da língua e ninguém teve medo de segurar o microfone. E isso não foi privilégio das turmas de 1º ao 5º ano.

Várias histórias e poemas musicais foram apresentados a toda voz. Até um jogo de futebol foi encenado sobre o palco, com direito a gol, comemoração e música. Secadores de cabelo que viajam no tempo, balé e contos com animais falantes também marcaram presença.
A aluna Maria Eduarda, do 4º ano, apresentou o teatro “Um Gol de Placa” e disse que não imaginava que ia ser tão fácil. “Quero fazer de novo, foi muito interessante”.

Allan Maykson, que trabalha com histórias musicais no dia-a-dia dos alunos do Projetar, disse que essa foi uma oportunidade de descobrir talentos. “Além de promover socialização foi um momento de descobrir as potencialidades dos alunos. Pessoalmente, me senti desenvolvendo minhas capacidades. Foi uma experiência nova”, afirmou.

A feira tomou conta das duas quadras do Centro Educacional Projetar. As apresentações teatrais e musicais aconteceram em uma das quadras. Toda ornamentada, o local também recebeu livros escritos pelos próprios alunos, que ficaram dispostos em mesas.

Na outra quadra, experiências científicas também chamavam atenção. Várias tendas foram montadas, cada uma para um sentido do corpo humano. Tato, visão, olfato, paladar e audição foram representados de forma lúdica. Quem passava pela tenda do olfato, por exemplo, tinha que descobrir que ervas estavam dentro das caixas apenas pelo cheiro.

Simulações de vulcões submarinos, maquetes e até uma tenda feita para testar os sentidos foram atrações.

Na tenda da avaliação física, os professores de Educação Física Jorge Rabelo e Josedy Felix, ajudavam os alunos a entender melhor o próprio corpo. “É um incentivo ao conhecimento. Eles estão aprendendo a se autoconhecer”, afirma o professor Josedy. “Fico feliz por ver a vontade de aprender dos alunos”, completa.

Para Renata Alves, mãe de Leandro, aluno do Jardim II do Projetar, a Feira Cultural foi um momento de crescimento em vários aspectos. “Esse tipo de evento faz com que nossos filhos cresçam tanto intelectualmente quanto pessoalmente. Estou muito feliz que o Leandro tenha conseguido decorar e recitar uma poesia de Vinícius de Moraes. O Projetar está de parabéns!”, afirmou a mãe.

Segundo a coordenadora de Projetos do Centro Educacional, Ana Aparecida dos Santos, “o objetivo da Feira Cultural é transformar os conteúdos mais significativos em apresentações criativas e originais, mostrando ao público uma parte de todos os aspectos que foram abordados, trabalhados e aprofundados sobre o tema, fazendo com que o aprendizado tenha significado”.

Assessoria de Comunicação
Centro Educacional Projetar

Confira todas as fotos em http://www.facebook.com/media/set/?set=a.499264456762218.113851.372562736099058&type=1

Previous

Next

Comments are closed.