Mães

Conciliar profissão e maternidade é o desafio da mulher moderna

Ser mãe é uma tarefa que exige esforço dobrado. A mulher que divide seu tempo entre os afazeres de casa, filhos e carreira vive uma verdadeira maratona para manter tudo em ordem. Porém, a equação filho/trabalho/casa gera grandes conflitos para as mães que descobriram como esticar o tiquetaque do relógio. Em Escrito nas Estrelas, Jane (Gisele Fróes) é uma médica bem-sucedida. Já em casa a história é mais complicada. A filha Vanessa (Marina Ruy Barbosa) faz de tudo para chamar atenção e, às vezes, a culpa é inevitável. E lidar com esse sentimento é vital para não cair em armadilhas e se tornar refém do sonho de ser mãe.

Segundo o IBGE, 57% das mulheres trabalham fora e 51% são mães. O sexo feminino luta para conseguir seu espaço no mercado de trabalho e, hoje, mostra que o destaque é mais do que merecido. Segundo pesquisa da revista Veja, cem das 500 maiores empresas têm mulheres num cargo de chefia. E muitas delas dividem seu tempo entre a profissão e a criação dos filhos, sem deixar a peteca cair.

A maior dificuldade enfrentada é estabelecer uma relação com os filhos que supra a ausência causada pela profissão. Para a autora da novela das 6, Elizabeth Jhin, a mulher deveria ter a certeza desse desejo profissional diante da maternidade. "O ideal é que a mãe pudesse estar mais presente na educação dos filhos até certa idade. Mas, se ela tem a vontade legítima de se expressar em alguma atividade fora do lar, não pode deixar de fazê-la, sob pena de sua frustração contaminar a família", avalia a autora. Para a psicóloga Flávia Martins o diálogo é fundamental. "Caso o filho tenha uma atitude diferente, a mãe deve identificar esse comportamento, procurar conversar com o filho e, se for o caso, buscar uma ajuda especializada", avisa Flávia.

Nem sempre a certeza estará ao lado das mães e muitas dúvidas fazem parte dessa relação com os filhos. O importante é ser fiel aos desejos e estar atenta à criança e/ou adolescente. Outra dica é aproveitar o tempo livre com os filhos e, sempre que possível, apresentar o local de trabalho para que ele saiba o que a mãe faz quando não está em casa e evitar ciúme. Com atenção para alguns detalhes, a mulher pode se realizar como mãe e profissional. Ou seja: felicidade total.

Você sabia?

– Com bom planejamento não há prejuízo
– Fale com seu filho sobre o trabalho e o seu dia a dia. Pergunte a opinião dele para que se sinta parte importante de sua vida profissional.
– Dedique um tempo do dia para algumas atividades com ele. Isso fará com que não se sinta deixado de lado por causa do seu trabalho.
-Busque a realização profissional sem se esquecer das responsabilidades familiares. Assim, a criança perceberá que isso é importante e possível.
– Lembre-se sempre de que o importante não é a quantidade de tempo dedicado, e sim a qualidade desse tempo.
 

 Texto Bruno Dias

Previous

Next

Comments are closed.