Pesquisa

Crianças que dormem tarde têm rendimento pior na escola.

Pesquisa britânica diz que quem dorme após 21 horas é pior em leitura e matemática.

Quem tem filho pequeno sabe a importância de uma boa noite de sono para o crescimento e o desenvolvimento das crianças. Mas pesquisadores britânicos fazem um alerta: não basta apenasquantidade de horas dormidas. Crianças que dormem tarde têm rendimento pior na escola, garante o estudo.

Pesquisadores na Inglaterra fizeram testes com 11 mil meninos e meninas, com idades entre 3 e 7 anos, e descobriram que o ideal é criar uma rotina na hora de dormir. Ou seja, o seu filho deve ir para a cama sempre no mesmo horário e, no máximo até 20h30 ou 21 horas.

Os cientistas afirmam que a falta de rotina pode prejudicar o desenvolvimento do cérebro por alterar o horário do relógio biológico, o que afeta a capacidade de reter novas informações. Ainda de acordo com a pesquisa, as crianças que não dormiam sempre no mesmo horário ou se deitavam muito tarde apresentaram desempenho inferior em leitura, matemática e percepção espacial. Crianças como o pequeno João Alberto, de 3 anos, que tem energia de sobra à noite para correr, brinca comos carrinhos e andar de bicicleta no meio da casa. “Hoje ele dorme às 9h, amanhã, meia-noite. Ele não tem horário certo”, conta a mãe, Wyara Pereira.

No consultório da especialista em sono Fernanda Crespim, dois em cada 10 pacientes são crianças. Ela concorda que o mais importante é mesmo a rotina.“ Colocar o pijama, escovar os dentes, contar uma historinha para a criança na hora de dormir, para que aquele horário de sono seja agradável, seja confortável para a criança, e não seja uma obrigação”, explica. 

Por isso, na casa do João Alberto os hábitos já estão começando a mudar. Agora, as luzes são apagadas às 20h30. Mesmo assim, não é fácil. “Todos os dias é uma batalha com ele e comigo também, para tentar determinar o horário de dormir, para ele descansar e também para gente poder descansar melhor”, afirma Wyara.

Pesquisa
Pesquisadores na Inglaterra fizeram testes com 11 mil crianças entre 3 e 7 anos

Horário
A criança deve ir para a cama sempre no mesmo horário, por volta de 20h30, 21h, no máximo

Relógio biológico
A falta de rotina pode prejudicar o desenvolvimento do cérebro por alterar o horário do relógio biológico, o que afeta a capacidade de reter
novas informações

Desempenho
As crianças que não dormiam sempre no mesmo horário ou deitavam tarde tinham desempenho inferior em leitura, matemática e
percepção espacial

RENATA LACERDA
rlacerda@redegazeta.com.br – Quinta-feira, 11 de julho de 2013 – A Gazeta

Comments are closed.